Consumo de drogas potencializa os riscos de cometer suicídio

Consumo de drogas potencializa os riscos de cometer suicídio

O consumo de drogas potencializa os riscos de cometer suicídio, ressalta Coordenador de Saúde Mental do Estado, Luiz Coronel.

Ele esteve em Passo Fundo e acompanhado do presidente da APPG, Rogério Riffel, concedeu entrevistas há vários órgãos de comunicação, entre os quais, a rádio Uirapuru. 

Na ocasião destacou que o Rio Grande do Sul é o estado com a maior taxa de suicídios do país. A cada 100 mil habitantes, 10,1 morreram por suicídio em 2015. O número é quase o dobro da média nacional, que é de 5,4. Os dados foram revelados pelo coordenador de Saúde Mental do Rio Grande do Sul, Dr. Luiz Carlos Ilafont Coronel.
 
Na Uirapuru, o médico revelou que um dos principais fatores do suicídio são as depressões graves não tratadas, destacando que existe hoje uma epidemia da doença no mundo. Salientou que, muitas vezes, a depressão é confundida com problemas circunstanciais da vida, por isso as pessoas não buscam tratamento. Alertou que é preciso dar atenção a quem diz que irá cometer suicídio, pois o sentimento não é normal.
 
O médico ressaltou que o consumo de drogas, principalmente álcool, potencializa os riscos de cometer suicídio. Explicou que as pessoas utilizam as drogas como uma maneira de aliviar o sofrimento, mas, na verdade, outro problema é criado.
 
Para ele, o cuidado deve ser ainda maior entre os jovens, citando que a cada 100 adolescentes que consomem drogas, 15 ficam dependentes. Destacou que a rede de saúde pública precisa ampliar suas condições técnicas para amenizar a epidemia.

Créditos: Rádio Uirapuru

Fale Conosco